16
Jul 10

Há imenso tempo que tenho curiosidade de ler o livro "O Quarto Arcano" de Florencia Bonelli, mas ainda não surgiu a oportunidade de o comprar.

Alguém que já o tenha lido poderá compartilhar a sua opinião? Ficarei agradecida!

 

 

 

publicado por wandinha às 01:10
tags:

A minha única aquisição deste ano na feira do livro da Maia:

 

 

 

publicado por wandinha às 01:07

 

 

 

 

Adquiridos em promoções no site da Fnac!!

publicado por wandinha às 00:43

 

 

J.R.Ward

 

 

Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 434
Editor: Casa das Letras
ISBN: 9789724619446
Sinopse
Nas sombras da noite da cidade de Caldwell, em Nova Iorque, trava-se uma guerra territorial entre vampiros e seus caçadores. Ali, existe um bando secreto de irmãos sem igual - seis guerreiros vampiros, defensores da sua raça. Possuído por uma criatura mortífera, Rhage é o mais perigoso membro da Irmandade da Adaga Negra.
Na irmandade, Rhage é o vampiro com o apetite mais forte. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir aos impulsos e o amante mais voraz - pois dentro dele arde uma maldição feroz imposta pela Virgem Escrivã. Refém do seu lado mais obscuro, Rhage receia as vezes em que o seu dragão interior é libertado, tornando-o um autêntico perigo para todos os que o rodeiam.
Mary Luce, uma sobrevivente das teias mais trágicas da vida, é atirada, sem querer, para o mundo vampírico, ficando dependente da protecção de Rhage. Vítima da sua própria maldição fatal, Mary não está em busca de amor. Perdeu a fé nos milagres há muitos anos. Contudo, quando a intensa atracção animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que deve ligar Mary a si próprio. E, enquanto os seus inimigos se aproximam, Mary luta desesperadamente para ganhar a vida eterna junto daquele que ama...
Como já tinha dito, adorei o primeiro volume desta saga, e figuei com imensa curiosidade de ler os restantes livros, mas pensei que se tornariam talvez aborrecidos com a continuidade da história, enganei-me redondamente.
Continuo a adorar principalmente a escrita desta autora. É fantástica. Vale mesmo a pena ler, mesmo os não simpatizantes de histórias de vampiros, que era o meu caso.

 

publicado por wandinha às 00:27

José Manuel Saraiva

Edição/reimpressão: 2005
Páginas: 452
Editor: Oficina do Livro
ISBN: 9789895551132
Sinopse
Em 1368, D. Leonor Teles de Menezes, a mulher mais desejada do Reino, casa com o morgado de Pombeiro, D. João Lourenço da Cunha. O matrimónio é imposto por seu tio, D. João Afonso Telo, conde de Barcelos. Mulher fora do tempo, aceita contrariada o casamento, que a melancolia da vida do campo não ajuda a ultrapassar. Por isso, decide abandonar o marido e parte para Lisboa, para gozar a vida de riqueza e luxúria que a Corte proporciona. Perversa e ambiciosa, não tem dificuldade em seduzir o jovem monarca, D. Fernando, alcançando, desse modo, o poder que sempre desejou. Mas a nobreza, o clero e o povo não veêm com bons olhos esta aliança de adultério com o Rei. E menos ainda quando a formosa Leonor Teles se envolve com o conde Andeiro... "Rosa Brava" é um romance baseado na investigação histórica que, por entre intrigas palacianas, traições, assassínios e guerras com Castela, reinventa, numa linguagem cativante, uma das personagens mais fascinantes da História de Portugal.
Rosa Brava de José Manuel Saraiva

 

Excerto
"Num impenitente estado de desassossego, despidos já da roupa, do medo e da vergonha, os dois voltaram a beijar-se. E foi no movimento ondular dos corpos e de muitos beijos que se cumpriram na urgência do milagre mais perfeito daquela noite de esplendor. Para ambos, talvez mais para Leonor Teles do que para o rei, consumara-se, no espaço destinado à ofensa e à perfídia, uma longa espera para uma oportunidade breve."



Críticas de imprensa

"Romance fervilhante de amores proibidos e intrigas palacianas, baseado numa rigorosa investigação histórica."
Expresso

 

 


15
Jul 10

 

Harlan Coben
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 272
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722343022
Colecção: Minutos Contados

Sinopse
Myron Bolitar há mais de sete anos que não sabe nada de Terese Collins, desde a altura em que terminaram o seu intenso romance. Por isso, quando ela lhe liga de Paris num tom desesperado, Myron é completamente apanhado de surpresa. Suspeita da morte do ex-marido, Terese não tem ninguém a quem recorrer. Myron hesita, mas uma pista do caso arrasta-o para uma trama sinistra antes de poder voltar atrás. Com o seu característico charme e bom humor Myron terá de andar sempre um passo à frente de organizações como a Interpol e a Mossad antes que a sua própria vida e a de Terese se encontrem em risco. O novo livro de um dos maiores mestres do thriller contemporâneo continuará a cativar fãs com o seu ritmo frenético e enredo empolgante.
Um romance de leitura compulsiva. Um livro cheio de adrenalina, mistério e acção.
Um thriller soberbo. Para quem aprecia o género é uma excelente aposta. Eu adorei, e quero repetir brevemente e conhecer todos os outros livros do autor.

 

Daphne Du Maurier
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 400
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722341035
Sinopse
Escrito em 1938, Rebecca é uma obra de fôlego, diversas vezes adaptada ao cinema. Porém, só em 1941, numa versão de Alfred Hitchcock, o filme ganharia protagonismo, chegando mesmo a vencer dois Óscares estando nomeado para nove categorias. Rebecca é um clássico onde os sentimentos adquirem um lugar de destaque. Sentimentos no feminino, já que se trata da história de duas mulheres que se envolvem com o mesmo homem, apenas com uma particularidade: Rebecca está morta. E é o fantasma, embora nunca visível, do seu passado que assombra a nova mulher, agora casada com o nobre britânico e apaixonado de Rebecca. A intriga é assombrosa e ao mesmo tempo envolvente deixando sempre a sensação de que Rebecca é omnipresente. E é com esta imagem antiga que a nova mulher do viúvo Maxim de Winter terá de enfrentar todos os que amavam Rebecca e que a encaram como alguém que veio para lhe roubar o lugar. Rebecca é o romance que celebrizou Daphne du Maurier e que conheceu 28 reedições em quatro anos só na Grã-Bretanha.

"Sonhei, a noite passada, que voltara a Manderley". É com esta frase que começa o romance que consagrou Daphne du Maurier, traduzido em cerca de 20 línguas e adaptado em filme por Hitchcock.

Uma obra cativante, com uma história que nos prende desde a primeira frase. Um livro repleto de mistério escrito de uma forma fantástica.
E uma leitura completamente recomendável.



 


 

 

Barbara Bretton

 

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 296
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789898228192
Sinopse
Parece uma vila bucólica igual a tantas outras, mas esconde um segredo antigo de todos os visitantes…
Sugar Maple é uma terra encantada habitada por feiticeiras, fadas, vampiros e outras criaturas mágicas. Chloe Hobbs é a única que não tem poderes especiais naquele lugar onde nada é o que parece.

Chloe é a proprietária da Sticks & Strings, uma popular loja de artigos de tricô. Mas é também a última descendente de uma longa dinastia de feiticeiras com o futuro de Sugar Maple nas mãos. Chloe sabe que tem de se apaixonar para receber os poderes mágicos e continuar a proteger a sua terra natal. Mas, aos 30 anos, ainda sonha com o verdadeiro amor e as amigas decidem lançar feitiços para a ajudar a encontrar o homem dos seus sonhos. O que ninguém esperava era que Chloe se apaixonasse perdidamente por Luke MacKenzie, o polícia destacado para investigar o primeiro crime ocorrido em Sugar Maple e cem por cento humano. Se o amor abre finalmente a porta aos seus poderes mágicos, esses mesmos poderes impedem Chloe de sonhar com um futuro ao lado de Luke… Feitiços de Amor é um romance encantador e inesquecível sobre o poder do amor e a magia dos sonhos.
É um livro leve, com uma história original, mas mesmo assim não me cativou.
publicado por wandinha às 22:49

31
Mar 10

J.R.Ward

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 428
Editor: Casa das Letras
ISBN: 9789724619088

Sinopse

Nas sombras da noite da cidade de Caldwell, em Nova Iorque, trava-se uma guerra territorial entre vampiros e seus caçadores. Ali existe um bando secreto de irmãos sem igual - seis guerreiros vampiros, defensores da sua raça. Mas nenhum deseja mais a morte dos seus inimigos que Wrath, o chefe da Irmandade da Adaga Negra.
Único vampiro de puro-sangue que resta no mundo, Wrath tem contas a ajustar com os matadores que lhe levaram os pais, séculos atrás. Mas quando um dos seus mais estimados combatentes é assassinado - deixando órfã uma filha meio-sangue desconhecedora da sua herança e do seu destino - Wrath tem de tratar do acolhimento da bela fêmea no mundo dos não-mortos.
Transformada por uma inquietude no seu corpo que não conhecia, Beth Randall não tem defesas contra o homem perigosamente excitante que vem visitá-la durante a noite, com os olhos encobertos. As suas histórias de irmandade e sangue assustam-na. Mas o seu toque acende uma fonte crescente que ameaça consumir ambos.
Confesso que este livro veio mesmo a calhar após algumas leituras mais "pesadas".
Foi o meu primeiro contacto com o mundo dos vampiros e adorei. Simplesmente devorei o livro, gostei muito da escrita da autora. Uma experiência a repetir em breve, muito em breve.
Classificação: 8/10

 

 

publicado por wandinha às 22:38

Richard Zimler

 

 

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 368
Editor: Oceanos
ISBN: 9789892305837
Sinopse

Um romance policial arrepiante e soberbamente escrito passado no gueto judaico de Varsóvia. Narrado por um homem que por todas as razões devia estar morto e que pode estar a mentir sobre a sua identidade… No Outono de 1940, os nazis encerraram quatrocentos mil judeus numa pequena área da capital da Polónia, criando uma ilha urbana cortada do mundo exterior. Erik Cohen, um velho psiquiatra, é forçado a mudar-se para um minúsculo apartamento com a sobrinha e o seu adorado sobrinho-neto de nove anos, Adam.

Num dia de frio cortante, Adam desaparece. Na manhã seguinte, o seu corpo é descoberto na vedação de arame farpado que rodeia o gueto. Uma das pernas do rapaz foi cortada e um pequeno pedaço de cordel deixado na sua boca. Por que razão terá o cadáver sido profanado? Erik luta contra a sua raiva avassaladora e o seu desespero jurando descobrir o assassino do sobrinho para vingar a sua morte. Um amigo de infância, Izzy, cuja coragem e sentido de humor impedem Erik de perder a confiança, junta-se-lhe nessa busca perigosa e desesperada. Em breve outro cadáver aparece - desta vez o de uma rapariga, a quem foi cortada uma das mãos. As provas começam a apontar para um traidor judeu que atrai crianças para a morte. Neste thriller histórico profundamente comovente e sombrio, Erik e Izzy levam o leitor até aos recantos mais proibidos de Varsóvia e aos mais heróicos recantos do coração humano.
Apesar de achar que este livro de romance policial tem pouco, não deixa de valer imenso a pena lê-lo. Uma história comovente que nos descreve um gueto judaico de Varsóvia. Uma narrativa passada durante a Segunda Guerra Mundial sobre os judeus que sobreviveram ao Holocausto.
Uma obra para ler e aprender.
Classificação: 7/10
publicado por wandinha às 22:20

07
Fev 10

 

Khaled Hosseini

 

Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 324
Editor: Editorial Presença
Sinopse
 
Há livros que se enquadram na categoria de verdadeiros fenómenos literários, livros que caem na preferência do público e que são votados ao sucesso ainda antes da sua publicação. Há já algum tempo que se ouvia falar de Mil Sóis Resplandecentes, do afegão Khaled Hosseini, depois da sua fulgurante estreia com O Menino de Cabul, traduzido em trinta países e agora com adaptação cinematográfica em Portugal.
 
A verdade é que assim que as primeiras cópias de Mil Sóis Resplandecentes foram colocadas à venda, o romance liderou o primeiro lugar nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Alemanha, Holanda, Itália, Noruega, Nova-Zelândia e África do Sul, estando igualmente muito bem classificado no Brasil e em França. A própria Amazon americana afirmou que há muito tempo não tinha visto um entusiasmo tão grande a propósito de um livro. Devido ao elevado número de encomendas, nos Estados Unidos, foram realizadas cinco reedições ainda antes do livro chegar às livrarias e na primeira semana após a publicação, já tinham sido registadas um milhão de cópias em circulação. É pois um caso verdadeiramente arrebatador que combina preferências populares potenciadas pelo efeito de passa-palavra às melhores críticas internacionais.
 
Confirmando o talento de um grande narrador, Mil Sóis Resplandecentes passa em revista os últimos trinta anos no Afeganistão através da comovente história de duas mulheres afegãs casadas com o mesmo homem, unidas pela amizade e pela dor proveniente dos abusos que lhes são infligidos, dentro e fora de casa, em nome do machismo e da violência política vigente durante o regime taliban, mas separadas pela idade e pelas aspirações de vida. Um livro revelador, que aborda as relações humanas e as reforça perante reacções de poder excessivo e impunidade.
 

Sem dúvida, uma história comovente de duas mulheres afegãs que lutam com coragem pela sobrevivência no cenário impiedoso do próprio Afeganistão.

A par da história pessoal destas duas mulheres, Hosseini não esquece de abordar as mudanças políticas no país, a retirada dos soviéticos e a tomada de poder pelos talibãs.

Um romance pleno de sensibilidade que nos toca profundamente.

Classificação: 8/10

 

Obrigada Melrita pela partilha!


 


Doris Lessing

 

Edição/reimpressão: 2007
Páginas: 432
Editor: Editorial Presença
 
Sinopse
 

Anunciado dia 11 de Outubro de 2007 pela Academia Sueca, o Prémio Nobel da Literatura galardoou Doris Lessing, autora britânica de 87 anos. A Editorial Presença irá publicou O Sonho Mais Doce, um romance de 2001, com tradução de Fernanda Pinto Rodrigues. Geralmente concedido a elementos do sexo masculino, Doris Lessing foi uma revelação tornando-se a décima primeira mulher a receber o prémio contra cento e cinco homens já laureados. Escritora incansável, Lessing evidencia-se pela limpidez narrativa e por um genial tratamento das personagens, lugares e situações. "Foi pioneira na criação de uma consciência feminista na literatura, tem uma atitude de observação do mundo interior e do mundo real", refere Hélder Macedo escritor e amigo pessoal da autora. Considerado o maior prémio no mundo das letras foi justamente atribuído a uma grande senhora cujo talento encanta pela inovação e sentido de humanidade.

 

Em O Sonho Mais Doce, o leitor é conduzido por uma saga familiar que atravessa três gerações, centrando-se o enredo, sobretudo, na década de 60, altura em que a casa de Júlia Lennox alberga uma grande quantidade de jovens, personificando o espírito de liberdade prevalecente na Inglaterra de então. Recuando até 1914, a autora apresenta-nos Philip Lennox e a sua noiva Júlia, tendo como pano de fundo a I Guerra Mundial. Do casamento entre ambos nasce um filho Johnny, que se tornará um comunista muito activo. No limiar da II Grande Guerra Johnny apaixona-se por Frances, camarada do partido. Frances e os dois fiilhos que nascem desta união, abandonados por Johnny, vão morar com Júlia, entretanto já viúva. Já na década de 60, Sylvia, fruto de uma ligação amorosa de Johnny, também encontra refúgio em casa de Júlia. Sylvia sofre de anorexia mas apesar da doença consegue formar-se em medicina e depois de uma temporada em África regressa a Londres com dois jovens órfãos. Um retrato de três mulheres-coragem - Júlia, Frances e Sylvia - que aborda temas característicos de várias épocas como a guerra fria, a guerra do Vietname, as drogas, o surgimento da Sida em África, a anorexia e a depressão, entre outras.

 

Um livro interessante, principalmente pelos temas abordados. Achei a escrita da autora densa e por vezes um pouco cansativa. Houve partes do livro que se tornaram bastante aborrecidas. A leitura não fluiu com muita facilidade,e a sensação que tive foi, apesar de ter gostado do livro de uma forma geral, de que nunca mais chegava ao fim.

 

Classificação: 5/10

 

Obrigada Melrita pela partilha!

 

 


26
Jan 10

A Revista Sábado volta a lançar, a partir de 21 de Janeiro, mais uma coleção de livros, desta vez a  1€ cada.

 

Os Cadernos de Dom Rigoberto, de Mario Vargas Llosa - 21 de Janeiro

 

Revolutionary Road, de Richard Yates - 28 de Janeiro


O Físico, de Noah Gordon - 4 de Fevereiro


Rapariga com Brinco de Pérola, de Tracy Chevalier- 11 de Fevereiro


Jim o Sortudo, de Kingsley Amis - 18 de Fevereiro


O Deus das Pequenas Coisas, de Arundhati Roy - 25 de Fevereiro


Money, de Martin Amis - 4 de Março


A Herança de Ezster, de Sándor Márai - 11 de Março

 

publicado por wandinha às 13:38

 

publicado por wandinha às 13:07

 

Edição/reimpressão: 2006
Páginas: 304
Editor: Bertrand Editora
 

E se alguém lhe dissesse que ia morrer?

Nova Iorque, terraço do Empire State Building, 23:
"- Nathan, repara no rapaz do anoraque laranja.
- Caramba, Garrett, porque é que devo olhar para ele?
- Porque ele vai morrer.
Em menos de um minuto, o adolescente dá um tiro na cabeça".

É assim que Nathan Del Amico, um brilhante advogado nova-iorquino, descobre o estranho dom de Garrett Goodrich. Quem é Garrett Goodrich? Um reputado cancerologista, director de um importante centro de cuidados paliativos. Não parece ser um iluminado, mas diz-se capaz de prever a morte. Diz ter "uma missão": acompanhar aqueles que vão morrer até às fronteiras do outro mundo, para que deixem a vida em paz consigo mesmos. Perturbado, Nathan compreende que Garrett entrou em contacto com ele para o preparar a morrer. Numa corrida contra o tempo, Nathan tenta reparar os seus erros passados. Mas será que podemos, no espaço de alguns dias, reconstruir toda uma vida? Guillaume Musso apresenta-nos um romance denso, mágico, envolvente, que aborda temas graves com uma leveza surpreendente. Verdadeiro hino à vida, é ainda uma formidável história de amor entre um homem preso no turbilhão da ascensão social, a mulher que ele quer reconquistar e uma filha por quem tem de viver a vida dela forma mais intensa possível.; Assistimos ao nascimento de um estilo Musso, onde revemos a emoção de um Marc Lévy, a capacidade de encenação de uma Patricia Cornwell e uma intriga com ecos de Sexto Sentido...

 

Um livro perpassado pela vertigem do desconhecido, que narra uma comovente história de amor e de suspense e consagra o nascimento de um "estilo Musso", onde se misturam emoção e mistério no limiar da mais essencial das perguntas: por que estamos nós aqui?

 

8/10 - Muito bom

 

 

Obrigada Melrita pelo empréstimo!

 


07
Jan 10

 

Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 288
Editor: Porto Editora
 

Às vezes a vida aperta tanto que não nos deixa respirar.

 

Sinopse
Num cenário de subúrbio, onde a noite reclama o seu território e os fantasmas reivindicam o seu espaço, um taxista viúvo que não consegue superar a perda da mulher, um médico desiludido, uma cientista anciã e uma belíssima prostituta africana sedenta de vida cruzam os seus caminhos, para nos obsequiarem com uma visita guiada ao mundo vertiginoso e convulso que cada um encerra dentro de si.

Mas esta não é uma história de horrores, é antes uma fábula de sobreviventes, de quatro personagens que reúnem todos os elementos necessários para serem considerados uns desgraçados, que se movem nos mundos limítrofes à máfia, ao tráfico de mulheres brancas, e a universos virtuais como Second Life, mas que conseguem encontrar um apoio que lhes permite a remição e a saída das trevas que os mantinham prisioneiros.

Uma intensa e hipnótica história de esperança que deambula entre o humor e a emoção e nos mergulha na sociedade caótica dos nossos dias. Uma história que pode ser a de qualquer um de nós.
 

 

Obrigada Positivamente pela partilha!

 

Impressionou-me a forma como Rosa Montero mergulha na obscuridade profunda da mente das principais personagens deste livro, de uma forma simples e ao mesmo tempo complexa e de uma forma séria com um sbtil sentido de humor. Apesar de não ter encontrado as instruções para salvar o mundo achei-o muito bom.

 

Classificação: 7/10

 

publicado por wandinha às 23:51

01
Jan 10

Kazuo Ishiguro

 

Edição/reimpressão: 2005
Páginas: 332
Editor: Gradiva Publicações
 
Sinopse
Kazuo Ishiguro foi elogiado no Sunday Times por «ampliar as possibilidades da ficção». Em "Nunca Me Deixes", que se encontra certamente entre as suas melhores obras, conta-nos uma extraordinária história de amor, perda e verdades escondidas.
Kathy, Ruth e Tommy cresceram em Hailsham – um colégio interno idílico situado algures na província inglesa. Foram educados com esmero, cuidadosamente protegidos do mundo exterior e levados a crer que eram especiais. Mas o que os espera para além dos muros de Hailsham? Qual é, de facto, a sua razão de ser?
Só vários anos mais tarde, Kathy, agora uma jovem mulher de 31 anos, se permite ceder aos apelos da memória. O que se segue é a perturbadora história de como Kathy, Ruth e Tommy enfrentam aos poucos a verdade sobre uma infância aparentemente feliz — e sobre o futuro que lhes está destinado.
Nunca Me Deixes é um romance profundamente comovedor, atravessado por uma percepção singular da fragilidade da vida humana.
 
OPINIÃO:
 
O que mais me cativou neste livro foi o desenrolar lento dos acontecimentos, criando ao longo da leitura uma crescente expectativa de ler continuadamente, até perceber o enredo da história, e só no final o nó ser desatado.
A narrativa é concentrada nos pormenores, a escrita é simples mas tocante.
Gostei desta minha primeira abordagem a este autor, ao qual ficarei atenta para próximas leituras.
 

Obrigada Tuanita pelo empréstimo!

 

Classificação: 7/10

 

 

Kazuo Ishiguro nasceu em Nagasaki em 1954, mas em 1960 foi levado para Inglaterra, onde os pais o educaram na expectativa de regressar ao Japão. O regresso nunca teve lugar e Ishiguro tornou-se uma das vozes narrativas mais reconhecidas em Inglaterra, representante de uma literatura de fronteira entre diferentes culturas e gerações. Estudou na University of Kent e doutorou-se em escrita criativa, no curso fundado por Malcom Bradbury na University of East Anglia. Estreou-se na ficção através do conto, tendo publicado pela primeira vez em 1981 em Introduction 7: Stories by New Writers. Publicou o seu primeiro romance, A Pale View of Hills, em 1982, a que se seguiu em 1986 An Artist of the Floating World. Em 1989 foi-lhe atribuído o Booker Prize pelo romance The Remains of the Day, que mais tarde foi adaptado para cinema e divulgou internacionalmente a sua obra. Regressou ao romance em 1995 com The Unconsoled e em 2000 com When we were orphans. A Family Supper, © Kazuo Ishiguro, foi publicado na revista Esquire de Março de 1990.


29
Dez 09

Caim - José Saramago

 

 

             O Símbolo Perdido (OFERTA NATAL)

 

publicado por wandinha às 21:49

Aqui fica a minha lista de livros lidos em 2009:

 

 

 

 

1• A Insustentável Leveza do ser - Milan Kundera

2• O Riso de Deus - António Alçada Baptista

3• Quem quer Ser Bilionário - Vikas Swarup

4• Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden

5• O Tigre Branco - Aravind Adiga 

6• Para Sempre Talvez - Cecelia Ahern

7• Kafka à Beira-Mar - Haruki Murakami

8• Sputnik Meu Amor - Haruki Murakami

9• Siddhartha - Hermann Hesse

10• Está uma noite quente de verão - Isabel Ramos

11• No Teu Deserto - Miguel Sousa Tavares

12• As Raparigas de Riade - Rajaa Al-Sanea

13• Amante de Sonho - Sherrilyn Kenyon

14• O Beijo de Highlander - Karen Marie Moning

15• A Cabana - Wn. Paul Young

16• A Senhora da Magia (As Brumas de avalon I) - Marion Zimmer Bradley

17• A Rainha Suprema (As Brumas de Avalon II) - Marion Zimmer Bradley 

18• O Nome do Vento - Patrick Rothfuss 

19• Danças na Floresta - Juliet Marillier 

20• O Dia que Faltava - Favio Volo

21• O Jardim Encantado - Sarah Addison Allen 

22• Uma Vida em Mil Pedaços - James Frey 

23• Enquanto Estiveres aí - Marc Levy 

24• Almas Antigas - 

25• After Dark - Haruki Murakami 

26• Nunca Me Deixes - Kazuo Ishiguro

27• O Leque Sevreto - Lisa See 

 


publicado por wandinha às 04:24

 

1 - Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden
2 - O Tigre Branco - Aravind Adiga
3 - Kafka à Beira Mar - Haruki Murakami
4 - A Cabana - WM. PAUL YOUNG
5 - O Nome do Vento - Patrick Rothfuss
6 - Danças na Floresta - Juliet Marillier
7 - Uma Vida em Mil Pedaços - James Frey
8 - O Leque Secreto - Lisa See
9 - A Senhora da Magia (As Brumas de Avalon I)- Marion Zimmer Bradley
10 - A Rainha Suprema (As Brumas de Avalon II)- Marion Zimmer Bradley

 

 

 

 

publicado por wandinha às 03:55
tags:

Haruki Murakami

 

Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 228
Editor: Casa das Letras
 
Sinopse
Por uma noite, Murakami leva-nos com ele através de uma Tóquio sombria, onírica, hipnótica. Um deslumbrante romance perpassado de uma singular atmosfera poética, na fronteira entre a realidade e o universo fantasmático, onde cada pormenor, olhado retrospectivamente, faz sentido.
Num bar, Mari encontra-se mergulhada num livro, enquanto bebe o seu chá e fuma cigarro atrás de cigarro. Às tantas, entra em cena um músico que a reconhece. Ao mesmo tempo, encerrada num quarto, Eri, a irmã de Mari, dorme com os punhos cerrados, sem saber que está a ser observada por alguém.
Em torno das duas irmãs desfilam personagens insólitas: uma prostituta chinesa vítima de agressão, a gerente de um hotel do amor, um técnico informático, uma empregada de limpeza em fuga. Sucedem-se acontecimentos bizarros: um aparelho de televisão que, de um momento para o outro, começa bruscamente a funcionar, um espelho que conserva os reflexos.
Em Tóquio, durante as horas de uma noite, vai desenrolar-se um estranho drama...
 
À medida que vou lendo mais livros deste autor confirmo a minha convicção de o eleger como um dos meus autores preferidos. Sem dúvida, acabou de se tornar oficial!
É impressionante, como é bela e suave a sua escrita, e quando chegamos quase às últimas páginas de After Dark, dámo-nos conta que toda a história se passa numa única noite, uma meia dúzia de horas descritas em 228 páginas, fantástico.
Escusado será dizer que adorei o livro, e que é totalmente recomendável.
 
 
Classificação: 8/10
 

Haruki Murakami foi recentemente galardoado com a Ordem das Artes e Letras de Espanha, anúncio feito pelo ministro da cultura de Espanha.

Leia aqui a notícia publicada noThe Independent.

 

 

 

.


15
Dez 09

Marc Levy

 

Edição/reimpressão: 2000
Páginas: 192
Editor: Editorial Presença
 
Sinopse
Arthur, um jovem arquitecto californiano, acaba de alugar uma nova casa em São Francisco. Os objectos ainda empacotados encontram-se empilhados pelo chão. Decide preparar um banho relaxante enquanto é embalado pelas doces melodias de Peggy Lee. Subitamente Arthur começa a ouvir o som do estalar de dedos a acompanhar a música da rádio. "Não pode ser verdade...é do cansaço" pensa Arthur, contudo o som continua e aumenta, cada vez mais claro e distinto. Segue o som até ao armário da casa-de-banho. Ao abrir a porta depara-se com uma mulher sentada que continua a estalar os dedos ao som da música. Confuso, Arthur pensa tratar-se de uma partida do seu amigo Paul e pede à mulher para deixar a sua casa. Espantada e ainda mais confusa que Arthur, ela pergunta-lhe "Está a ver-me?". Lauren conta-lhe então uma história inverossímil: médica de profissão era a anterior inquilina daquele apartamento quando sofreu um acidente de automóvel. Seis meses ainda se encontrava em coma no hospital onde costumava trabalhar. Durante todo esse tempo o seu espírito vagueou pelo seu apartamento, que agora a sua mãe, já com poucas esperanças de uma recuperação, tinha arrendado a Arthur. Era tudo demasiado estranho, mas...e se fosse verdade? Com base neste enredo nasce uma história de amor forte, delicada e comovente, cheia de situações de um humor desconcertante, e um imenso potencial para ser transformado em imagens.
 
 
Este é o primeiro livro que leio do autor, e recomendo! Trata-se de um romance divertido, que aborda alguns temas interessantes sobre a eutanásia, a vida e a morte. O final fica em aberto, e a continuação da história surge num novo livro do autor: "Voltar a encontrar-te", esta será certamente uma das minhas próximas leituras.
 
Classificação: 7/10
 
 

 

publicado por wandinha às 21:36

16
Nov 09

Sarah Addison Allen

 

Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 270
Editor: Quinta Essência
 
Sinopse
 
Num jardim escondido por trás de uma tranquila casa na mais pequena das cidades, existe uma macieira e os rumores que circulam dão conta de que dá um tipo muito especial de fruto. Neste encantador romance, Sarah Addison Allen conta a história dessa árvore encantada e das extraordinárias pessoas que dela cuidam...

As mulheres da família Waverley são herdeiras de um legado mágico — o jardim familiar, famoso pela sua macieira, que produz frutos proféticos, e pelas suas flores comestíveis, imbuídas de poderes especiais que afectam quem quer que as coma.

Proprietária de uma empresa de catering, Claire Waverley prepara pratos com as suas plantas místicas — desde as chagas que ajudam a guardar segredos até às bocas-de-lobo destinadas a desencorajar intenções amorosas. Entretanto, a sua idosa prima Evanelle é conhecida por distribuir presentes inesperados cuja utilidade se torna mais tarde misteriosamente clara. São elas os últimos membros da família Waverley — com excepção da rebelde irmã de Claire, Sydney, que fugiu da cidade há muitos anos.

Quando Sydney regressa subitamente a Bascom com uma filha pequena, a tranquila vida de Claire sofre uma reviravolta, bem como a fronteira protectora que erigiu tão cuidadosamente em redor do seu coração. Juntas uma vez mais na casa onde cresceram, Sydney reflecte sobre tudo o que deixou para trás ao mesmo tempo que Claire se esforça por sarar as feridas do passado. E em pouco tempo as irmãs apercebem-se de que têm de lidar com o seu legado comum para viverem as alegrias do futuro que se anuncia.

Encantador e pungente, este fascinante romance irá, seguramente, enfeitiçar o leitor.

 

OPINIÃO:

 

Um livro de escrita simples, com uma história ternurenta e deliciosa.

Muito cativante.

O livro ideal para intercalar com outras leituras mais elaboradas, pela sua simplicidade e magia.

 

Classificação: 3/5

 

publicado por wandinha às 14:50

James Frey

 

Edição/reimpressão: 2007
Páginas: 472
Editor: Editorial Presença
 
Sinopse

Inspirado no caso verídico de James Frey, Uma Vida Em Mil Pedaços é um relato impressionante de um caminho tortuoso pelo submundo do álcool e das drogas que levou ao limite da existência um jovem rapaz de vinte e três anos. Preso ao álcool desde os treze anos e à cocaína a partir dos vinte, James não cedeu à tentação do prazer imediato iniciando numa jornada solitária pelos trilhos da dependência. Uma opção que quase lhe custaria a vida, não fossem os pais a promoverem a sua reabilitação numa clínica de recuperação. E é precisamente o relato desse período que o livro trata, podendo o leitor assistir a seis semanas de alucinações, dores lancinantes e por fim às doze fases para atingir a cura. Começando por corrigir o nariz e implantar dentes a sangue frio, James terá de confrontar-se com os seus problemas interiores. Uma obra dura mas extremamente comovente que nos revela o lado obscuro da vida e nos concede esperança na possibilidade de recuperação.
 
OPINIÃO:
O objectivo do autor foi conseguido, transformar o modo como as pessoas vivem e pensam sobre um dos problemas que mais afectam a sociedade dos nossos dias: Alcoolismo e Toxidependência.
Pelo menos, a mim transformou.
Não tenho muitas palavras para definir o livro, a maior parte da leitura deixou-me simplesmente sem palavras.
Uma história perturbadora, comovente e principalmente cheia de esperança.
Muito bom, muito bom mesmo.
 
Classificação: 5/5
 

Obrigada zuzaa pela partilha!


03
Nov 09

Fabio Volo

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 224
Editor: Editorial Presença
 
Sinopse
 
Durante cerca de dois meses, Giacomo e Michela encontram-se todos os dias de manhã no eléctrico, a caminho do trabalho. Não se falam, apenas trocam olhares, mas para Giacomo esse momento transforma-se rapidamente no mais importante do dia. Até que uma manhã, sem que nada o previsse, Michela aborda-o e convida-o para tomar café, somente para lhe dizer que vai partir para Nova Iorque e não se vão voltar a ver. Mas quanto tempo resistirá Giacomo a correr atrás de um sonho? Um romance que reflecte sobre os desafios do amor, da amizade e dos sonhos, e que se tornou um bestseller em Itália.

 

OPINIÃO:

Um livro agradável de se ler, leve e de escrita acessível. A história torna-se bastante cativante acabando por nos prender a cada página, com a vontade de saber que volta irá dar a vida de Giacomo e Michela. Gostei.

 

Classificação: 3/5

 

 

Está a decorrer um Bookring deste livro no BookCrossing:

 

 

O Dia que Faltava - Fabio Volo

publicado por wandinha às 21:47

Anne Bishop

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 336
Editor: Saída de Emergência
Preço: 16,97€
 
Disponível a partir de 13 de Novembro.
 
Sinopse
 
Há setecentos anos, num mundo governado por mulheres e onde os homens são meros súbditos, uma Viúva Negra profetizou a chegada de uma Rainha na sua teia de sonhos e visões.
A ex-rainha Bhak é agora apenas Cassidy, uma habitante de Dharo que perdeu o seu privilégio após a sua corte ter preferido servir a deslumbrante e bem relacionada Kermilla. Numa terra dizimada pelo seu passado - em tempos governada por rainhas corruptas que foram banidas após uma vaga de destruição e violência - o Principe Senhor da Guerra Theran Grayhaven, procura uma parceira para o ajudar a restaurar a sua terra e a sua linhagem. O seu povo vive sem líder e sem esperança e precisa de uma rainha que se recorde do código de honra e dos costumes antigos. Com a ajuda de Saetan - Senhor do Inferno - Theran descobre Cassidy, que parece ser a mulher ideal. Tudo parece bem até que o casal se depara com as suas incompatibilidades e Cassidy conhece um misterioso servente que apela ao seu coração. Será Cassidy forte o suficiente para convencer um povo amargurado a servir novamente uma rainha?

 

 

Mais um livro que virá preencher a minha estante certamente!

 

publicado por wandinha às 19:37

02
Nov 09

Outras promoções a decorrer no site da Fnac, exclusivas para compra online.

 

 

Veja aqui as outras promoções.

publicado por wandinha às 14:21

 

Para os apreciadores de Haruki Murakami, a fnac está com a seguinte promoção:

 

 

Na compra de “Auto-Retrato do Escritor Enquanto Corredor de Fundo" de Haruki Murakami, receba como Oferta Exclusiva Fnac.pt: After Dark, Os Passageiros da Noite

 

Oferta exclusiva na compra online.

 

Preço: 13,50€

 

Lançamento: 6 de Novembro

 

Eu, como fã de Haruki Murakami, não poderia deixar escapar esta oportunidade, e por isso, estes são os próximos livros a preencher a mina estante.

 


Sherrilyn Kenyon

 

Disponível a partir de 13 de Novembro

 

Sinopse:

 

Alguma vez quis saber como era ser imortal? Viajar pela noite caçando os vampiros que perseguem os humanos?

 

Ter riqueza e força ilimitadas?

 

Essa é a minha vida e é escura e perigosa. Sou herói de milhares, mas ninguém me conhece. E adoro todos os minutos. Pelo menos era o que eu pensava até que, certa noite, acordei algemado ao meu pior pesadelo: uma mulher conservadora, de camisa apertada de cima a baixo. Ou, no caso de Amanda, abotoada até ao queixo. É inteligente, sensual, espirituosa e não quer ter nada a ver com o paranormal, por outras palavras, comigo.

 

A minha atracção por Amanda Devereaux vai contra tudo aquilo que represento. Já para não dizer que, da última vez que me apaixonei, isso me custou não só a minha vida humana como a minha alma. Ainda assim, sempre que olho para ela, dou por mim a desejar tentar de novo. A desejar acreditar que o amor e a lealdade existem. Ainda mais perturbador, dou por mim a perguntar se haverá alguma forma de uma mulher como Amanda amar um homem cujas cicatrizes da guerra são profundas, e cujo coração foi ferido por uma traição tão selvagem que não sei se voltará a bater de novo.

 

Trata-se do 2º volume da saga do Predador da Noite.

 

Leia aqui um excerto do livro.

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 304
Editor: Edições Chá das Cinco
Preço: 16,97€

 


29
Out 09

Juliet Marillier

 

Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 336
Editor: Bertrand Editora
 
Sinopse
Este livro da autora é inspirado no conto de fadas As Doze Princesas Bailarinas. É a história de cinco irmãs intrépitas, em luta com quatro criaturas sinistras, três misteriosos presentes mágicos, dois amantes proibidos e um sapo enfeitiçado. Há muitos mistérios na floresta. Jena e as suas irmãs partilham o maior de todos, um segredo fantástico que lhes permite escapar à vida diária nos campos da Transilvânia, e que mantiveram escondido durante nove anos. Quando o seu pai adoece e tem de abandonar o seu lar na floresta durante o Inverno, Jena e a sua irmã mais velha, Tati, ficam encarregues de cuidar da casa e das outras irmãs. O surgimento de uma misteriosa jovem de casaco preto faz nascer o amor numa das irmãs e, subitamente, Jena apercebe-se que tem de lutar para salvar aqueles que lhe são mais queridos. Acompanhada por Gogu , Jena tem de enfrentar grandes perigos para preservar não só as pessoas que ama, como também a sua própria independência e a da família.
 
OPINIÃO:
 
Já há bastante tempo que tinha vontade de começar a ler esta autora, e ainda bem que o fiz finalmente.
Danças na Floresta é um livro ternurento que nos convida a entrar num mundo de fantasia e magia para o qual mal podemos esperar por voltar quando o dever nos obriga a regressar à realidade. Um livro para ler e reler sempre que a necessidade de um pouco de leveza se faça sentir no nosso dia-a-dia.

  

 

Juliet Marillier nasceu em 1948, Dunedin, na Nova Zelândia, uma cidade com fortes tradições escocesas que a influenciaram profundamente. Licenciou-se com distinção em Linguística e Música na Universidade de Otago e tem tido uma carreira variada que inclui o ensino, a interpretação musical e o trabalho em agências governamentais.

 

 


É a autora da internacionalmente famosa trilogia Sevenwaters, composta por A Filha da Floresta, O Filho das Sombras e A Filha da Profecia, que ganharam vários prémios internacionais.

 

Classificação: 4/5

 

 

Obrigada CrystalMars pelo empréstimo!


26
Out 09

Karen Marie Moning

 

Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 320
Editor: Saída de Emergência
 
Sinopse
Exausta do trabalho e saturada do quotidiano, Gwen Cassidy decide marcar uma viagem à Europa. O destino escolhido são as verdes Highlands da Escócia. Mas a esperança de encontrar o homem dos seus sonhos desvanece quando percebe que a sua fantástica viagem é afinal uma excursão de idosos. Frustrada, decide deambular sozinha pelas colinas de Loch Ness, onde acaba por escorregar e cair numa caverna há muito abandonada.

Nessa caverna, jaz Drustan Mackeltar, um lorde escocês adormecido por um feitiço há quinhentos anos, que começa a desenvolver um sentimento controverso pela fascinante personalidade de Gwen. Irreverente e impulsiva, ela não é nada como as mulheres que se cruzaram na sua vida. Será ela uma mulher à altura de um lorde como Drustan?

 

OPINIÃO:

Um romance com bastante fantasia e bem divertido! É o primeiro livro que leio da autora e gostei muito!! Vou seguir os próximos com certeza. A escrita de Karen Marie Moning é bastante parecida com a de Sherrilyn Kenyon.

A curiosidade ficou bem aguçada para conhecer a continuidade da história no livro seguinte, O Highlander Negro.


O Beijo do Highlander é o Livro 4 da Colecção Highlander, o 1º lançado em Portugal.

 

Classificação: 4/5

 

 


21
Out 09

Aravind Adiga

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 248
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722341004
 
Sinopse
O Tigre Branco arrebatou por unanimidade o Man Prémio Booker Prize de 2008, um dos mais prestigiados galardões literários a nível mundial. Ainda antes da sua nomeação para o prémio, O Tigre Branco era já apontado como um dos melhores romances do ano e Aravinda Adiga como uma grande revelação e um extraordinário romancista. A shortlist para o Booker era composta por candidatos muito fortes, muito embora O Tigre Branco tenha conquistado o júri a uma só voz. Romance de estreia, entrou de imediato nas preferências dos críticos, que o classificaram como "uma estreia brilhante e extraordinária". O livro revela uma Índia ainda muito pouco explorada pela ficção, a Índia negra, violenta e exuberante das desigualdades socioculturais. Toda a obra é uma longa carta dirigida ao Primeiro-Ministro chinês, escrita ao longo de sete noites. O autor da carta apresenta-se como o tigre branco do título, e auto-denomina-se um "empreendedor social". Descrevendo a sua notável ascensão de pobre aldeão a empresário e empreendedor social, o autor da carta, Balram, acaba por fazer uma denúncia mordaz das injustiças e peculiaridades da sociedade indiana. Fica assim feito o retrato de uma sociedade brutal, impiedosa, em que as injustiças se perpetuam geração após geração, como uma ladainha que se entoa incessantemente ao ritmo de uma roda de orações. São muito poucos os animais que conseguem abrir um buraco na vedação e escapar ao destino do cárcere eterno. O Tigre Branco é um deles.
 

 

 

OPINIÃO:

Este livro é uma profunda crítica às desigualdades sociais e económicas que se vivem na Índia.

A história nasce de cartas que um pobre criado indiano, Balram,  que se tornou num empresário que ascendou socialmente, envia ao Primeiro-Ministro chinês, Wen Jiabao. Nelas fala da pobreza extrema, da luta e o fosso entre classes e castas, da corrupção, das tradições e das diferenças culturais.

É um livro carregado de ironia e sarcasmo que despe a realidade, mostrando uma Índia que não conhecemos.

O livro superou todas as minhas expectativas, extremamente bem escrito, de uma forma dura, cruel e directa e principalmente realista.

Completamente recomendável.

Classificação: 5/5

 

 

 


18
Out 09

 

Aderi recentemente ao BookCrossing.com.

 

O Bookcrossing é um clube de livros global, que atravessa o tempo e o espaço. É um grupo de leitura que não conhece limites geográficos. Os seus membros libertam livros ,para que possam ser encontrados por outros.

 

Apesar do objectivo principal do Bookcrossing seja a libertação de livros, tem outras opções disponíveis.

 

Um dos métodos mais utilizados pelos Bookcrossers para partilhar livros é enviando-os pelo correio através de Bookrings, Bookrays ou empréstimos directos.

BookRing - Circuito do livro onde um livro passa de um bookcrosser a outro, seguindo uma lista pré-definida, até regressar ao dono.

BookRay - Circuito do livro onde o livro não regressa ao dono inicial, sendo libertado ou passado indefinidamente.

 

ORGANIZAR UM BOOKRING

1

Registar o livro no Bookcrossing, incluir uma etiqueta com o BCID

2

Publicitar o Bookring no fórum português do Bookcrossing, indicando o link do livro, e as condições de inscrição.

3.

Registar os inscritos numa Journal Entry do livro, indicando a sequência de envio e as regras de participação, incluindo o tempo limite de leitura.

4.

Pedir, por PM, a morada ao primeiro participante, e enviar-lhe o livro.

No final do circuito, os  livros poderão ou não regressar ao dono, consoante se trate de um Bookring ou Bookray.

 


Bookcrosing Portugal

 

 

 

Os meus Bookrings actuais:

 

 

 

No Teu Deserto - Miguel Sousa Tavares

 

 

http://www.bookcrossing.com/journal/7565511

 

 

Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden

 

 

http://www.bookcrossing.com/journal/7567294

 

 

O meu Bookshelf:

http://www.bookcrossing.com/mybookshelf

 

publicado por wandinha às 15:22

Novo romance de José Rodrigo dos Santos que será apresentado a 24 de Outubro, na Praça Central do Centro Colombo, às 17h.

 

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 608
Editor: Gradiva Publicações
Preço: 20,70€

15
Out 09

 

 

O Jardim Encantado - Sarah Addison Allen

 

As Brumas de Avalon II - A Rainha Suprema

 

publicado por wandinha às 21:35

12
Out 09

Marion Zimmer Bradley

 

Edição/reimpressão: 2007
Páginas: 320
Editor: Difel

 

OPINIÃO:

 

A Senhora da Magia, o primeiro dos quatro volumes da saga "As Brumas de Avalon", inicia a história sobre a lenda do Rei Artur do ponto de vista das mulheres que tiveram um papel importante na sua vida.

 

Neste primeiro volume começamos por conhecer a vida Igraine, mãe de Morgaine, meia-irmã de Arthur e que se tornará a Sacerdotisa de Avalon. Conhecemos figuras lendárias como Uther Pendagron, Merlin e Vivianne "Dama do Lago", juntos concebem um plano que visa salvar a Bretanha.

 

Um romance simplesmente apaixonante, a história de uma lenda com uma mistura de verdade e fantasia, de mitos e rituais mágicos. O tempo em que os mundos estavam ligados, o cristão e o celta, a misteriosa Ilha de Avalon, guardiã dos grandes mistérios eternos e sagrados.

Estou apaixonada por esta obra e com imensa vontade de ler os restantes volumes.

A religião celta e a época pré-cristã sempre me cativaram bastante.

 

 

"A verdade tem muitas faces e

a verdade é como a velha

estrada para Avalon: depende

da nossa própria vontade e

dos nossos pensamentos..."

 

 

Curiosidades:

Ilha de Avalon

 

Classificação: 5/5

 


08
Out 09

   

 

 

publicado por wandinha às 00:58

06
Out 09

Mais um lançamento de Jill Mansell.

 

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 384
Editor: Edições Chá das Cinco
P.V.P: 16,97€
 
Sinopse
Quando Nadia Kinsella conhece o charmoso Jay Tiernan sente-se tentada. Retidos numa casa remota durante uma tempestade de neve, temos de admitir, nunca ninguém descobriria, certo?
Mas Nadia há muito que encontrou o amor da sua vida. Chama-se Laurie, estão juntos desde sempre e Nadia ainda sente borboletas no estômago quando o vê. Bem, é verdade que não o tem visto muito nos últimos tempos, mas isso nem é culpa do Laurie. E ela não o pode trair! Para além do mais, quando se pertence a uma família como os Kinsellas, onde cada um é mais irresponsável do que o outro, alguém tem de dar o exemplo e resistir às tentações, não é? Afinal, não queremos fazer algo de que mais tarde nos arrependamos. Ou será que queremos?

A minha estreia no mundo vampiresco. Estou com uma certa curiosidade em começar este tipo de leitura.

 

 

Seis guerreiros vampiros, amantes perigosos e irmãos de sangue vêm até si neste livro verdadeiramente poderoso.
 
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 428
Editor: Casa das Letras
P.V.P: 16,20€

 

Sinopse
Nas sombras da noite da cidade de Caldwell, em Nova Iorque, trava-se uma guerra territorial entre vampiros e seus caçadores. Ali existe um bando secreto de irmãos sem igual - seis guerreiros vampiros, defensores da sua raça. Mas nenhum deseja mais a morte dos seus inimigos que Wrath, o chefe da Irmandade da Adaga Negra.
Único vampiro de puro-sangue que resta no mundo, Wrath tem contas a ajustar com os matadores que lhe levaram os pais, séculos atrás. Mas quando um dos seus mais estimados combatentes é assassinado - deixando órfã uma filha meio-sangue desconhecedora da sua herança e do seu destino - Wrath tem de tratar do acolhimento da bela fêmea no mundo dos não-mortos.
Transformada por uma inquietude no seu corpo que não conhecia, Beth Randall não tem defesas contra o homem perigosamente excitante que vem visitá-la durante a noite, com os olhos encobertos. As suas histórias de irmandade e sangue assustam-na. Mas o seu toque acende uma fonte crescente que ameaça consumir ambos.

 

Críticas de imprensa
 

«Deliciosamente arrojado, sensual e arrepiante!»

Romantic Times

 

«Um romance espantoso, instantaneamente viciante. Caímos num tornado nocturno de personagens perigosas e relações de um erotismo arrepiante. Amantes da fantasia negra: aqui está o que há muito mereciam.»

Booklist

 

publicado por wandinha às 01:04

 

Mais um livro de Sherrilyn Kenyon, desta vez editado pela Casa das Letras.

Mais um para juntar à biblioteca em breve.

 

 

 

Somos treva. Somos sombra. Somos os predadores da noite. Somos eternos...
 
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 682
Editor: Casa das Letras
P.V.P: 18,90€
 

 

Sinopse
Um deus nasceu há onze mil anos. Amaldiçoado num corpo humano, Acheron teve uma vida de sofrimento. A sua morte humana originou um horror indescritível que quase destruiu a Terra. Trazido de volta contra a sua vontade, tornou-se o único defensor da humanidade. Só que não foi assim tão simples...

Durante séculos, lutou pela nossa sobrevivência e escondeu um passado que não desejava revelar. Agora, tanto a sua sobrevivência, como a nossa, dependem da única mulher que o ameaça. Os velhos inimigos estão a despertar e a unir-se para matá-los - aos dois.

 

Críticas de imprensa
 

«Kenyon é a rainha reinante dos romances de vampiros.»

Publishers Weekly

 

«Um livro sensual e de fácil leitura.»

Booklist

 

«Irresistível.»

Publishers Weekly

 

«Uma leitura envolvente.»

Entertainment Weekly

«A escrita de Kenyon é alegre, irónica, sensual, e inexoravelmente imaginativa.»

The Boston Globe

 


02
Out 09

Lançamento a 27 de Outubro.

 

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 236
Editor: Edições Asa
P.V.P: 11,70€
 
Sinopse

Sinuosamente construído em quatro partes entrecruzadas, o décimo quinto romance de Paul Auster começa em Nova Iorque, na Primavera de 1967, quando o jovem aspirante a poeta Adam Walker conhece Rudolf e Margot, um enigmático casal francês. O perverso triângulo amoroso que rapidamente se forma, conduz a um chocante e inesperado acto de violência cujas consequências serão irreversíveis.

Três narradores contam uma história que se desloca no tempo, de 1967 a 2007, e no espaço, à medida que viaja entre Nova Iorque, Paris e uma ilha remota nas Caraíbas. Invisível está imbuído de fúria, de sexualidade desenfreada e de uma busca implacável por justiça. É uma viagem através das fronteiras sombrias entre verdade e memória, criação e identidade. Uma obra inesquecível pela mão de um dos nomes cimeiros da literatura dos nossos dias.
 
Eu já fiz a minha encomenda na Fnac com a oferta de outro livro de Paul Auster:
 

 

Veja a promoção aqui.


 

Estou com bastante curiosidade em ler este livro.

 

 

Wm. Paul Young

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 248
Editor: Porto Editora
P.V.P: 13,41€
 
Sinopse
E se Deus marcasse um encontro consigo?
As férias de Mackenzie Allen Philip com a família na floresta do estado de Oregon tornaram-se num pesadelo. Missy, a filha mais nova, foi raptada e, de acordo com as provas encontradas numa cabana abandonada, brutalmente assassinada.
Quatro anos mais tarde, Mack, mergulhado numa depressão da qual nunca recuperou, recebe um bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o a voltar à malograda cabana.
Ainda que confuso, Mack decide regressar à montanha e reviver todo aquele pesadelo. O que ele vai encontrar naquela cabana mudará o seu mundo para sempre.

 

Espero que seja um dos próximos a acrescentar à minha Biblioteca.

 

www.acabana.pt

 

Pode ler um pequeno excerto do livro aqui.

 


A Revista Sábado lançou, a partir de 24 de Setembro, mais uma coleção de livros a 1,5€ cada.

 

24 de Setembro - O Nome da Rosa, Umberto Eco

 

Sinopse
Um estudioso descobre casualmente a tradução francesa de um manuscrito do século XIV: o autor é um monge beneditino alemão, Adso de Melk, que narra, já em idade avançada, uma perturbante aventura da sua adolescência, vivida ao lado de um franciscano inglês, Guilherme de Baskerville.Estamos em 1327. Numa abadia beneditina reúnem-se os teólogos de João XXII e os do Imperador. O objecto da discussão é a pregação dos Franciscanos, que chamam a igreja à pobreza evangélica e, implicitamente, à renúncia ao poder temporal.Guilherme de Baskerville, tendo chegado com Adso pouco antes das duas delegações, encontra-se subitamente envolvido numa verdadeira história policial. Um monge morreu misteriosamente, mas este é apenas o primeiro dos sete cadáveres que irão transtornar a comunidade durante sete dias. Guilherme recebe o encargo de investigar esses prováveis crimes. O encontro entre os teólogos fracassa, mas não a investigação do nosso Sherlock Holmes da Idade Média, atento decifrador de sinais, que através de uma série de descobertas extraordinárias, conseguira no final encontrar o culpado nos labirintos da Biblioteca.

 

1 de Outubro - A Malinche, Laura Esquivel

 

Sinopse
O trágico e apaixonante romance entre Hernán Cortés e a índia Malinalli (a sua intérprete durante a conquista do império asteca), num livro que nos desvenda o mito fundador da cultura híbrida do Novo Mundo e nos conta uma extraordinária história de amor.
Quando a índia Malinalli conhece Cortés, assume que se trata do próprio deus Quetzalcóatl, que regressa para libertar o seu povo. Os dois apaixonam-se loucamente, mas esse amor será destruído pela desmedida sede de conquista, poder e riqueza de Cortés, um dos mais importantes conquistadores espanhóis. Audaz e engenhoso numa época de grandes heróis, Cortés foi o único que chegou a conhecer a fundo os indígenas americanos. O grande valor estratégico de Malinalli, sua tradutora e intérprete, converteu-a numa personagem-chave na colonização da América e nas relações entre a coroa espanhola e os diferentes povos indígenas. A história do México acabaria por reservar a Malinalli outro papel, o de traidora do seu próprio povo, mas as investigações históricas recentes mostram que foi a mediadora entre duas culturas, a hispânica e a nativa americana, e entre duas línguas, o espanhol e o náhuatl.
Com a queda do império Asteca como pano de fundo, Laura Esquível desafia a mitologia tradicional através do retrato apaixonado do Adão e da Eva da cultura mestiça: Cortés e Malinalli.

 

8 de Outubro - O Danúbio, Claudio Magris

 

Sinopse
Publicado em 1986, Danúbio resulta da experiência de uma viagem feita pelo autor através da Europa central no início da década de 1980. Na véspera do desmoronamento da cortina de ferro, o germanista italiano Claudio Magris aproveita o trajecto do grande rio europeu como fio condutor para percorrer de uma ponta à outra a história cultural e política dos países que viram surgir Franz Kafka e o terceiro Reich, Elias Canetti e o campo de concentração de Mauthausen, Ludwig Wittgenstein e o arquiduque Francisco Ferdinando, Sigmund Freud e o carrasco nazista Adolf Eichmann.Com um estilo sóbrio e cheio de empatia, ora alegre ora melancólico, o narrador reconstitui um enorme mural cujas figuras se movem e parecem ganhar vida. Paisagens, personagens e reflexões entrecruzam-se num conjunto complexo e fascinante, no qual as maravilhas e os horrores do passado recente apresentam-se com rara força. Sem dogmatismos ou visões estereotipadas, Magris percorre esse campo minado da Europa recolhendo os fragmentos e as ruínas que a história foi amontoando ao longo do tempo. O resultado literário dessa viagem intelectual é, indiscutivelmente, uma obra-prima do século XX.

 

15 de Outubro - A Conspiração Contra a América, Philip Roth

 

Sinopse
Um presidente anti-semita na Casa Branca?
Quando o famoso herói da aviação e isolacionista Fanático Charles Lindbergh derrotou esmagadoramente Franklin Roosevelt nas eleições presidências de 1940, o medo invadiu todos os lares judaicos da América. Num discurso transmitido pela rádio à escala nacional, Lindbergh não só tinha acusado publicamente os judeus de empurrarem egoistamente a América para uma guerra sem sentido com a Alemanha nazi, mas também, ao tomar posse como trigésimo terceiro presidente dos Estados Unidos, negociara um pacto cordial com Adolfo Hitler, cuja a conquista da Europa e cuja virulenta política anti-semita ele parecia aceitar sem dificuldade.

 

22 de Outubro - Uma Questão Pessoal, Kenzaburo Oe

 

Sinopse

Em 1964, o romancista japonês Kenzaburo Oe recebia a notícia de que o seu primeiro filho nascera com uma anomalia cerebral. É a mesma situação enfrentada pelo protagonista de Uma questão Pessoal, o professor Bird. Aos 27 anos, Bird leva uma vida medíocre, bebendo pelos bares de Tóquio a sonhar com aventuras no continente africano. A gravidez da mulher acrescenta angústia ao quotidiano de Bird. A ideia de que será pai e chefe de família faz com que se sinta condenado à vida quotidiana. Para piorar, depois do parto, os pais descobrem que a anomalia cerebral fará o menino ter uma vida vegetativa. Bird não suporta a possibilidade de se ver atrelado para sempre a um filho anormal. Passa, então, a desejar a morte da criança. Aos poucos, porém, dá-se conta de que a crise era uma oportunidade. Bird deve percorrer um longo caminho de conquista da realidade, enfrentando os desafios de amadurecimento da vida adulta.

 

29 de Outubro - Justine, Lawrence

 

Sinopse

Algures nas páginas deste romance, Durrell descreve Justine como "uma verdadeira filha de Alexandria". Não é uma indicação despicienda. Alexandria é talvez, sobretudo neste primeiro volume do Quarteto de Alexandria, uma das personagens centrais da narrativa. A cidade, ao mesmo tempo muito bela e muito repelente, marca todas as restantes figuras da obra com a presença ambígua da sua identidade. É essa presença que autoriza os excessos de Justine, a sua busca de um novo "tipo peculiar de amor", profundamente narcísico e não-possessivo.

 

5 de Novembro - Tim, Colleen McCullough

 

Sinopse

Mary Horton, solteira na casa dos quarenta, rica, solitária, simples, acredita que não precisa de amor nem de amizade, satisfazendo-se com a sua confortável casa, o seu jardim, com o seu Bentley e a casa de praia que comprou com o fruto do seu trabalho e dos investimentos realizados, com os livros que lê e a música que ouve sozinha. Tim Melville, vinte e cinco anos, operário, é filho de Ron e Esme Melville, que o receberam como uma dádiva para o seu tardio casamento. Tim tem a beleza e a graça de um deus grego, mas é um simples de espírito, uma criança grande. No entanto, Ron e Esme, modestos operários australianos, pessoas sensatas e sem ambições, gostam dele pelo que é e preparam-no para trabalhar segundo as suas possibilidades. Tim é um trabalhador insignificante de uma empresa de construção civil, infatigável e esforçado. Dias de trabalho pesado e fins-de-semana passados com o pai num pub e noites tranquilas junto da família, a ver televisão, representavam para Tim toda a sua perspectiva de vida. Quando Mary encontra Tim e o contrata como jardineiro durante os fins-de-semana, uma ligação muito forte vai nascer entre eles. Mary sente por Tim o mesmo tipo de amor que sentiria pelo filho que nunca teve; Tim, em contrapartida, ensina-lhe a ver o mundo de uma maneira mais simples e optimista, trazendo à sua vida solitária o calor e o afecto que lhe faltavam.

 

12 de Novembro - O Amante do Vulcão, Susan Sontag

 

Sinopse

Um livro sobre a revolução, a inevitabilidade da natureza, a condição das mulheres, a arte, o amor.Nápoles, 1772. A segunda cidade da Europa, magnífica, encimada pelas constantes erupções do seu famoso vulcão. Um nobre inglês, o embaixador britânico no Reino das Duas Sicílias, regressa à sua cidade adoptiva acompanhado pela mulher. Cavaliere, como todos o conhecem, é um coleccionador de arte, de antiguidades, de pessoas - um temperamento erudito e ávido, mas desapaixonado. Quando a mulher morre, Cavaliere vive pela primeira vez um sentimento profundo. E quando a antiga amante do sobrinho entra na sua vida é possuído por uma intensa paixão.

 

Boas Leituras!!

 

publicado por wandinha às 00:22

01
Out 09

 

Última aquisição:

(A aguardar coragem para começar a ler, afinal, são apenas 976 páginas!!)

 

 

Patrick Rothfuss

 

Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 976
Editor: Edições Gailivro

 

Sinopse:

 

Da infância como membro de uma família unida de nómadas Edema Ruh até à provação dos primeiros dias como aluno de magia numa universidade prestigiada, o humilde estalajadeiro Kvothe relata a história de como um rapaz desfavorecido pelo destino se torna um herói, um bardo, um mago e uma lenda. O primeiro romance de Rothfuss lança uma trilogia relatando não apenas a história da Humanidade, mas também a história de um mundo ameaçado por um mal cuja existência nega de forma desesperada. O autor explora o desenvolvimento de uma personalidade enquanto examina a relação entre a lenda e a sua verdade, a verdade que reside no coração das histórias. Contada de forma elegante e enriquecida com vislumbres de histórias futuras, esta "autobiografia" de um herói rica em detalhes é altamente recomendada para bibliotecas de qualquer tamanho.

 

 

Juntamente com o livro veio como oferta:

 

Stephenie Meyer

 

(ainda não li nada da autora, uma boa oportunidade para o fazer)

 


Marion Zimmer Bradley

 

Finalmente comecei a ler o primeiro dos quatro volumes desta saga. As expectativas são grandes, em breve darei a minha opinião. Para já estou a gostar bastante, pois é bem o meu estilo de leitura, mas ainda estou nos primeiros capítulos.

 

Sinopse:

 

As Brumas de Avalon é um dos mais fantásticos épicos medievais alguma vez escrito, no qual Marion Zimmer Bradley recria as lendas arturianas, desta vez narrado através do olhar das mulheres que, por detrás do trono, governaram os próprios actos masculinos e foram as verdadeiras detentoras do poder.

 

 

Num universo paralelo à Grã-Bretanha celta, a enigmática ilha de Avalon é a guardiã dos grandes mistérios eternos e sagrados. E os que estão destinados a viver nos dois mundos são, passo a passo, confrontados com as antigas tradições ligadas à Natureza, e às suas forças obscuras, e à nova fé cristã que procura espalhar-se no território.

 

No centro de A Senhora da Magia, primeiro dos quatro volumes desta saga, está Morgaine, a meia-irmã de Arthur, que se encontra num processo de iniciação para se tornar Grã-Sacerdotisa de Avalon. O seu grande objectivo é afastar a Bretanha da nova religião que encara a mulher como portadora do pecado original, ao mesmo tempo que desenvolve todos os esforços para colocar o seu meio-irmão no poder, como símbolo e líder da Bretanha unificada, sob a égide de Avalon e da Espada Mágica, Excalibur.

 

Num ambiente verdadeiramente mágico de paganismo, cristianismo, rituais mágicos e visões, sensualidade e realidade, A Senhora da Magia introduz-nos no mundo lendário do Rei Arthur, dos Cavaleiros da Távola Redonda e das Cruzadas. É o olhar feminino sobre o tempo da busca da paz e da unificação da Bretanha: cheio de inesperadas cintilações e magias, repleto de penumbras, brumas e rituais femininos. Uma perspectiva alucinante e vertiginosa de uma época onde tudo era possível através dos poderes das mulheres.

 

Os restantes volumes:

 

As Brumas de Avalon II - A Rainha Suprema

 

As Brumas de Avalon III - O Rei Veado

 

As Brumas de Avalon IV - O Prisioneiro da árvore

 

 


28
Set 09

Hermann Hesse

 

Edição/reimpressão: 2001
Páginas: 156
Editor: Casa das Letras
 
Sinopse
Filho de um brâmane, desde cedo Siddhartha se destacou pela sua inteligência, a ponto de familiares e amigos lhe augurarem um futuro brilhante. Ele, no entanto, temendo pela salvação, parte, acompanhado pelo amigo Govinda, entretanto "refugiado junto do sábio Buda", ao encontro da paz espiritual.
 

Hermann Hesse (1877-1962) foi prémio Nobel da Literatura em 1946.

 

OPINIÃO:

Um livro relativamente pequeno, de linguagem simples mas cheio de significado que nos leva a reflectir nas nossas próprias vidas.

Siddhartha representa cada um de nós, em busca do seu caminho.

Entre as muitas mensagens que o livro transmite, uma delas marcou-me particularmente :  não se encontra aquilo que se procura, encontra-se o que se encontra.

 

 

Excerto:

 

"Olhou satisfeito para o rio, nunca a água lhe agradara tanto com esta, nunca compreendera tão clara e profundamente a voz e o significado alegórico da água que corre. Parecia-lhe que o rio tinha algo especial para lhe dizer, algo que ele ainda não sabia, que ainda o aguaradava.
 Olhou afectuosamente para a água, para o seu verde translúcido, para as linhas cristalinas dos seus contornos cheios de segredos. Viu pérolas cintilantes emergirem do fundo, bolhas de ar flutuando serenamente no espelho de água, reflectindo o azul do céu. O rio olhava para ele com mil olhos, verdes, brancos, cristalinos, azuis celestes. Como ele amava esta água, como ela o fascinava, quão agradecido lhe estava! Ouvia a voz falar-lhe no seu coração, desperta outra vez, dizendo-lhe:  Ama esta água! Fica junto a ela! Aprende com ela! Sim, ele queria aprender com ela, queria escutá-la. Parecia-lhe que quem compreendesse esta água e os seus segredos compreenderia muitas outras coisas, muitos segredos, todos os segredos.
 Mas hoje, dos segredos do rio ele via apenas um, um segredo que enchia a sua alma: aquela água corria continuamente, corria sempre mas estava sempre ali, para todo o sempre a mesma e, no entanto, a cada momento nova!"

 

Classificação: 3/5

 

 

publicado por wandinha às 14:36

04
Set 09

de Rajaa Al-Sanea

 

Edição/reimpressão: 2007
Páginas: 320
Editor: Caderno
 
Sinopse
As Raparigas de Riade é uma história ficcionada sobre os amores, sonhos, desilusões de quatro jovens muçulmanas que nos mostra como é a vida "por detrás do véu" das mulheres sauditas. A história é desvendada sobre a forma de e-mails semanais de uma narradora feminina anónima para um público internauta de um grupo de chat. Durante um ano, acompanhamos as vidas de Qamara, Michelle, Sadim e Lamis, na luta pelo amor, pelo sucesso profissional e pela sua rebeldia às tradições ancestrais: Sadim vê-se confrontada com o fim do seu casamento fugaz, pois entre o espaço que medeia o casamento no registo e a oficialização religiosa, cedeu em entregar-se ao marido, o que foi entendido como uma ousadia, nada digna de uma mulher muçulmana. Qamara descobre pouco tempo após o seu casamento, que o desdém de Rajid advém de uma relação que mantém há anos com uma japonesa. O namorado de Michelle abandona-a porque a mãe dela é americana e cede à vontade da família em casar-se com a prima a quem estava prometido. Só Lamis encontra o verdadeiro amor, apenas porque não fechou os olhos aos trâmites sociais.

Considerado a versão árabe de O Sexo e a Cidade, banido no seu país de origem, a publicação deste livro levantou críticas e vozes de apoio numa sociedade assente em regras sociais muito rígidas, onde as mulheres ainda são segregadas, que luta entre o respeito pelos valores tradicionais e o desejo de se tornar uma voz válida e independente.

 

Críticas de imprensa

« Uma escrita plena de leveza, de humor até, mas sempre, também, de uma grande densidade psicológica. Uma obra magnífica.»

 

R.da S., JL

 

OPINIÃO:

Um livro que levanta o véu de uma cultura tão distante da nossa, que nos faz pensar e dar valor à nossa própria liberdade na condição de MULHER. Gostei do livro, apesar de ter uma escrita leve mas muito realista.

Classificação: 3/5

 

 

publicado por wandinha às 01:11

31
Ago 09

Arthur Golden

 

Edição/reimpressão: 1999
Páginas: 488
Editor: Editorial Presença
 
Sinopse
Quioto, anos 30. Sayuri tem olhos cor de espelho e é uma das mais famosas gueixas do Japão. Acompanha cidadãos japoneses abastados, enverga deslumbrantes quimonos de seda mas tem de pagar pela sua própria liberdade até conhecer um danna que a sustente e pague todas as suas despesas. Na sua vida, tal como na de todas as gueixas, não há lugar para o amor, mas Sayuri apaixona-se... Um romance ímpar e contagiante que demorou dez anos a escrever. Um bestseller internacional adaptado a um filme dirigido por Steven Spielberg!

 

OPINIÃO:

Um livro simplesmente fantástico. Um romance incrível que nos mostra uma parte da cultura fascinante do Japão. eu sou suspeita em relação a este livro, pois sou apaixonada pelo Japão e tudo o que lhe diz respeito. No final do livro tive de ver imediatamente o filme, para traduzir todas as palavras em imagens da pequena Chiyo, personagem central de toda a história. Recomendo vivamente a leitura!

CLASSIFICAÇÃO: 5/5

 

 


Haruki Murakami

 

Edição/reimpressão: 2005
Páginas: 238
Editor: Casa das Letras
 
Sinopse

Narrativa on the road, ensaio sobre o desejo humano e especulação sobre o destino, o livro de Haruki Murakami é um exuberante exemplo da arte de um dos mais importantes escritores do Japão contemporâneo.

 
Excerto
"Na Primavera dos seus vinte e dois anos, Sumire apaixonou-se pela primeira vez na vida. Foi um amor intenso como um tornado abatendo-se sobre uma planície - capaz de tudo arrasar à sua passagem, atirando com todas as coisas ao ar no seu turbilhão, fazendo-as em pequenos pedaços, esmagando-as por completo. (...) A pessoa por quem Sumire se apaixonou, além de ser casada, tinha mais dezassete anos do que ela. E, devo acrescentar, era uma mulher (...) Foi a partir daqui que tudo começou, e foi a partir daqui que (quase) tudo acabou."

 

Críticas de imprensa

«Um belo romance, leve como uma pena... Um livro cativante escrito por um dos mais interessantes autores do mundo.»
Sunday Herald

 

Opinião:

Depois de ter começado pelo fantástico livro do autor "Kafka à beira-mar" confesso que esperava mais deste livro, achei-o simples e leve, talvez até demais. Mas a leitura deste autor é sempre recomendável, pela beleza da sua escrita. A curiosidade de continuar a conhecer outros livros de Murakami mantem-se.

Classificação: 3/5

 

 

publicado por wandinha às 20:38

30
Jul 09

 Há viagens sem regresso nem repetição

 
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 128
Editor: Oficina do Livro
ISBN: 9789895554645
 

"Na verdade, o deserto não existe: se tudo à sua volta deixa de existir e de ter sentido, só resta o nada. E o nada é o nada: conforme se olha, é a ausência de tudo, ou, pelo contrário, o absoluto. Não há cidades, não há mar, não há rios, não há sequer árvores ou animais. Não há música, nem ruído, nem som algum, excepto o do vento de areia quando se vai levantando aos poucos - e esse é assustador."

 

 

"Tudo o que se diz de desnecessário é estúpido, é um sinal destes tempos estúpidos em que falamos mais do que entendemos. No deserto, não há muito a dizer: o olhar cega e impõe o silêncio."

 

 

"Aprendi que é preciso dar tempo aos outros para olharem."

 

 

"Todos têm terror do silêncio e da solidão e vivem a bombardear-se de telefonemas, mensagens escritas, mails e contactos no Facebook e nas redes sociais da Net, onde se oferecem como amigos a quem nunca viram na vida. Em vez do silêncio, falam sem cessar; em vez de se encontrarem, contactam-se, para não perder tempo; em vez de se descobrirem, expôem-se logo por inteiro: fotografias deles e dos filhos, das férias na neve e das festas de amigos em casa, a biografia das suas vidas, com amores antigos e actuais. E todos são bonitos, jovens, divertidos, "leves", disponíveis, sensíveis e interessantes. E por isso é que vivem esta estranha vida: porque, muito embora julguem poder ter o mundo aos pés, não aguentam nem um dia de solidão. Eis porque já não há ninguém para atravessar o deserto. Ninguém capaz de enfrentar toda aquela solidão."

 

Miguel Sousa Tavares, «No teu deserto»

 

 

 

 

"No teu deserto" tem 128 páginas e, segundo o escritor, é "quase um diário de viagem" ou "quase um romance de amor". Foi um livro que escreveu ao longo de ano e meio, "essencialmente pelo muito prazer de escrever", e que lhe causou menos sofrimento do que a escrita dos livros anteriores.

 

Trata-se de um curto relato de uma viagem que o autor, assumindo-se como narrador durante a maior parte da história, fez ao norte de África, tendo como companhia uma mulher que, até então, era uma desconhecida para ele. Passados vinte anos, um melancólico e saudoso Sousa Tavares recupera os detalhes daqueles dias como um tributo a essa jovem mulher (que entretanto morreu), devolvendo-lhe, através da escrita, a memória da sua existência e a do "deserto" que os uniu.

 

OPINIÃO:

 

É um livro que se lê rapidamente e sem esforço. Em alguns momentos senti que podia haver um maior desenvolvimento, tanto a nível da descrição de paisagens, situações, lugares, e até de diálogos, mas isso depende sempre das expectativas de cada um.

Gostaria que o "quase romance" de MST se tornasse num "romance" e nos brindasse com mais detalhes desta história simples e envolvente.

Apesar de tudo isso adorei o livro.

 

CLASSIFICAÇÃO: 4/5


Dazzling Books
Próximas viagens
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
Viagens de 2009
Daisypath
A viajar pelas páginas de...José Saramago
Ensaio sobre a cegueira
bookcrossing.com
Bookcrossing meet-up http://www.bookcrossing.com/mybookshelf
comentários recentes
Acabadinho de ler...http://numadeletra.com/nunca-m...
Veja a resenha de Juliano Klevanskis sobre "A Insu...
A propósito de Kenzaburō Ōe:http://numadeletra.com...
Tens que ler!! O Quarto Arcano é espectacular. Os ...
Muito interessante o blog! Gostaria de aproveitar ...
É um livro bastante interessante!
Fiquei curiosa em relação a este livro...bjs
Olá Ana! Este foi o 1º livro que li do autor, pois...
Já li este livro à uns anos atrás e gostei, embora...
Apesar de não ser grande apreciadora de livros de ...